Contextualização: Na União Europeia, 40 milhões de mulheres com deficiência são vulneráveis a situações de violência baseada no género, quer sob a forma de lesões físicas, psicológicas ou virtuais.