Programa: Cidadãos Ativ@s da Fundação Calouste Gulbenkian
Tipologia Eixo 4 – Reforçar e Sustentabilidade da Sociedade Civil
Data de início: 01/06/2021
Duração: 30 meses

O Projeto DNA3 – Capacitação para a Sustentabilidade surge na sequência do Projeto DNA3- Dinamização na Ação para o 3º Setor iniciado em 2019 onde foram desenvolvidos, no âmbito da componente de Capacitação do Promotor, o Diagnóstico e Plano de Ação da FENACERCI que numa lógica de melhoria contínua, identificaram as suas principais potencialidades e fatores a melhorar:

Principais Potencialidades

  • reconhecimento (nacional e europeu);
  • capacidade de adaptação a novos contextos e necessidades e a procura de superação das dificuldades que vai enfrentando, bem como, a assunção, internamente, da perspetiva de que existe uma necessidade de adaptação contínua;
  • forte presença institucional em comissões e grupos de trabalho nacionais que reforçam o seu papel de representação e defesa dos direitos das suas associadas;
  • estrutura financeira equilibrada;
  • corpo técnico multidisciplinar e com muita experiência de trabalho;
  • a sua rede de parcerias, bem como, a tomada de consciência interna da limitação do seu modelo de gestão e de crescimento que associa à necessidade de alargamento do seu âmbito de atuação.


Principais fatores a melhorar

No que diz respeito a fatores a melhorar, e a partir da análise desagregada e detalhada por cada uma das áreas-chave consideradas na realização do diagnóstico, destacaram-se:

  • dificuldade de mobilização e envolvimento das suas associadas;
  • limitada capacidade de angariação de fundos/fontes de financiamento pouco diversificadas;
  • necessidade de reforço da visibilidade do trabalho realizado e da implementação de estratégias de incorporação e transferência do conhecimento produzido;
  • inexistência duma metodologia de avaliação de impacto que permita percecionar os resultados do trabalho desenvolvido.


Assim, o Projeto DNA3 – Capacitação para a Sustentabilidade veio reforçar a importância da capacitação e desenvolvimento organizacional em áreas que nos permitam atingir elevados níveis de desempenho e promovam o funcionamento e imagem da Federação, destacando-a enquanto organização de referência no setor social e solidário. Para atingir este objetivo, pretende-se desenvolver um conjunto de intervenções de formação, consultoria e coaching nas áreas da performance organizacional, marketing e comunicação, gestão do conhecimento e inovação, angariação de fundos, reforço coesão e cooperação internas que visam:

  • Aumentar a eficácia dos recursos humanos;
  • Contribuir para que se assegure, no futuro, uma sustentabilidade financeira da organização;
  • Reforçar a comunicação externa;
  • Otimizar os sistemas de garantia da qualidade e monitorização da organização;
  • Contribuir para o reforço do seu papel de negociação e representação;
  • Contribuir para o reforço da participação e envolvimento das associadas da Federação.

Principais áreas de intervenção do Projeto e Componentes:

  1. Performance organizacional

Componente 1 – Melhoria da performance organizacional

  • Revisão do posicionamento Estratégico da FENACERCI
  • Revisão do Sistema de Gestão da Qualidade
  • Definição de Sistema de monitorização


Componente 2 – Marketing, comunicação e Angariação de Fundos

  • Plano de Marketing e Comunicação:
  • Conceção do plano e instrumentos de avaliação;
  • Apoio á implementação e monitorização de resultados.


  • Plano Estratégico de Angariação de Fundos
  • Definição de uma estratégia de angariação de fundos
  • Definição de instrumentos de monitorização e avaliação
  • Preparação de ferramentas e instrumentos para a sua implementação, monitorização e avaliação.
  • Desenvolvimento de ação de Formação em Fundrising;


Componente 3 – Gestão do conhecimento e Inovação

Fortalecimento da relação com as associadas, criando processos e mecanismos para aprendizagem coletiva, partilha de conhecimento e inovação.

  • Criação de processos e mecanismos para aprendizagem coletiva, partilha de conhecimento e inovação:
  • Definição do processo de formação a distância, à luz dos requisitos do Sistema de Certificação de Entidades Formadoras;
  • Definição de estrutura de informação para e plataforma de e-learning e gestão do conhecimento
  • Revisão do manual de qualidade da formação, integrando os novos processos de formação e partilha de conhecimento.


Componente 4 – Reforço da coesão e cooperação

  • Ação de coaching de alto desempenho


Componente 5 – Avaliação Externa