O PROJETO
A taxa de desemprego das pessoas na União Europeia que têm Deficiência Intelectual é mais do dobro da taxa da população em geral.
O EDGE tem como objetivo idealizar e testar abordagens inovadoras para fomentar a empregabilidade dos jovens com deficiência intelectual (DI), criando oportunidades para a sua inclusão no mercado de trabalho e na sociedade.

LINHAS OPERACIONAIS
Preparação de recursos educativos para a inclusão laboral

  • Formadores capazes de transferir competências transversais e relacionais, incluindo a resolução de problemas e a tomada de decisões, necessárias para que os jovens com DI adaptem comportamentos de forma a facilitar a sua inserção em diferentes contextos laborais.
  • Ferramentas interativas baseadas na gamificação e no ensino robótico;
  • Criação de um programa de formação baseado no trabalho destinado a formadores e facilitadores de negócios para acompanharem os jovens na aquisição de competências técnicas (nos setores de alimentação, cosmética, turismo e TI) em contexto laboral.
  • Promoção de estratégias de Desenho de Emprego Inclusivo em organizações públicas e privadas
    O objetivo é promover a criação de postos de trabalho, a implementação de ambientes e equipas de trabalho inclusivas, através de ferramentas de trabalho e estratégias de gestão da diversidade. Será criada uma marca europeia EDGE dedicada às empresas inclusivas.
  • Criação de recursos de formação para o empreendedorismo com base nas necessidades específicas do grupo alvo.
  • Planeamento de negócios através da gamificação.
  • Formação de um grupo de Mentores EDGE que irá apoiar os jovens com DI no desenvolvimento de atitudes e competências empreendedoras, incluindo o desenvolvimento e apresentação de um plano de negócio e apoio durante a fase de arranque.
  • Desenvolver campanhas de crowdfunding (por parte de jovens, famílias, mentores) para financiar micro negócios.

O projeto envolve a experimentação de cursos de formação em empreendedorismo envolvendo vários participantes e empresas dos setores da Alimentação (Itália), Turismo (Grécia), Informática (Portugal e Lituânia), Agro-alimentar (Áustria).

INOVAÇÃO
EDGE visa melhorar o bem-estar dos jovens com deficiência, e da sociedade em geral, com uma conotação decididamente inovadora. A abordagem do projeto é inovadora pelas seguintes razões:

  1. Será concebido um programa de forma a promover a empregabilidade à medida, tendo em conta ambas as variáveis: empresarial e o auto-emprego;
  2. Serão utilizadas ferramentas e metodologias digitais inovadoras para apoiar os participantes durante o processo de formação (incluindo abordagens de “mindfulness”);
  3. As empresas e gestores de recursos humanos serão ativamente envolvidos e apoiados através de ações que visem a criação de ambientes de trabalho inclusivos.

PARCERIA
O EDGE é implementado por 6 países europeus

  1. Universidade de Tessalónica (GR) – Departamento de Educação Especial (SED), que apoia o desenvolvimento do EDGE através da pesquisa sobre métodos inovadores e ferramentas educacionais para a melhoria das competências de agentes chave na área da deficiência.
  2. Inova (UK), especializada na realização de workshops e cursos de formação destinados a grupos desfavorecidos (mulheres, migrantes, pessoas com deficiência) na área do empreendedorismo.
  3. FENACERCI (PT), Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social, especialista em intervenções sobre temas relacionados com a deficiência.
  4. VsI Socialiniu inovaciju centras – SIC (LT), organização sem fins lucrativos especializada na implementação de iniciativas sociais inovadoras na área social e na educação não formal dirigida a profissionais, voluntários e grupos desfavorecidos.
  5. Die Querdenker (AU), pequena/média empresa que opera nos sectores da saúde, consultoria e assistência social. Tem experiência na melhoria das condições sociais e económicas das pessoas com necessidades específicas, em particular das pessoas com deficiência.
  6. Investigação Qualificação (IT) especializada em incubação de empresas e inovação empresarial. A empresa apoia o projeto disponibilizando a sua experiência na criação de start-ups, organização de campanhas de crowdfunding, consultoria em inovação e gestão da mudança dentro das empresas.
  7. Melazeta (IT), empresa pioneira ativa na gamificação, desenho e criação de ambientes lúdicos e conteúdos baseados em jogos.

Parceiros associados

  1. Anffas Nazionale
  2. Comune di Cesano Boscone
  3. Azienda Zini
  4. Azienda Weleda

DESTINATÁRIOS

  1. Jovens (18 – 35 anos) com deficiência intelectual;
  2. Educadores e técnicos de intervenção direta que trabalham com jovens com deficiência intelectual;
  3. Mentores de Negócio formados para prestar apoio na área do empreendedorismo;
  4. Empresários e gestores de recursos humanosH, para a criação de ambientes de trabalho inclusivos;
  5. Famílias, escolas, organizações para pessoas com deficiência, autoridades locais…

OBJETIVOS
O projeto EDGE tem como objetivo melhorar o bem-estar e a qualidade de vida dos jovens com deficiência intelectual, perseguindo os seguintes objetivos:

  1. Criar metodologias de formação inovadoras e ad hoc para uma colocação profissional de sucesso;
  2. Promover empresas pró-ativas na contratação de pessoas com desafios intelectuais;
  3. Fomentar o espírito empreendedor, as competências e a diversidade de oportunidades.

RESULTADOS

  1. Os formadores preparados para apoiar o grupo-alvo no desenvolvimento de competências transversais e comunicacionais necessárias para reforçar os seus antecedentes comportamentais para um acesso mais fácil ao mercado de trabalho;
  2. Um programa completo e inovador de formação baseado no trabalho, pronto a ser utilizado por formadores e facilitadores na empresa para acompanhar o grupo-alvo na aquisição de competências técnicas. Programa que inclui procedimentos de Desenho Inclusivo de Emprego de forma a permitir a criação de postos de trabalho como expressão conjunta das necessidades da empresa e das expectativas dos colaboradores;
  3. Empresas públicas e privadas preparadas para criar e implementar ambientes de trabalho inclusivos e equipas inclusivas, através da utilização de ferramentas de trabalho inteligentes e estratégias de gestão da diversidade. Será desenvolvida uma nova marca e difundida entre as empresas tornando-as mais proactivas na contratação de jovens com desafios intelectuais;
  4. Jovens com DI preparados para acederem ao mercado de trabalho;
  5. Um grupo de Mentores de Negócios qualificados para difundir junto do grupo alvo competências empresariais, bem como apoiá-los no desenvolvimento do seu próprio negócio, incluindo um plano de negócios;
  6. Um guia de planeamento empresarial acessível a potenciais jovens empreendedores com DI para os apoiar na criação do seu próprio trabalho/ negócio;
  7. Potenciais jovens empreendedores, famílias, técnicos que trabalham na área da deficiência, mentores de projeto capazes de aceder a plataformas de crowdfunding e organizar campanhas para apoiar o início de pequenos negócios, auto-emprego, novas atividades empresariais.

Siga-nos no facebook pff https://www.facebook.com/EDGEErasmusProject